Stress Pós – Traumático e Otimização do Desempenho

Psicóloga Curitiba

Stress Pós – Traumático e Otimização do Desempenho

37 anos, consultor e mestrando.

“Considero o EMDR um divisor de águas em minha vida. Durante a terapia, foram identificados e tratados vários traumas e principalmente um maior ligado à minha infância, relacionado às crises epiléticas, na qual irei me concentrar.

Relacionei as crises com o que já conhecia sobre a morte. Em cada uma delas, não tinha certeza como voltaria e/ou se voltaria a viver. Durante a terapia, me dei conta de que cada vez que acordava de uma crise, eu não era mais o mesmo de antes. Além disso, as crises poderiam acontecer a qualquer momento sem ter como prever. Dessa forma, cresci com uma infância e adolescência diferenciada e privada de muitas coisas simples que gostava e que outras crianças / jovens podiam naturalmente vivenciar, como por exemplo, a natação. As crises naturalmente cessaram na juventude, mas ficou um grande trauma que fez com que eu crescesse não somente com medo da morte, mais principalmente com medo da vida. Embora tivesse muitos sonhos e objetivos, tinha medo e insegurança de realizá-los.

Em termos práticos, o EMDR me deu base para realizar um dos maiores objetivos da minha vida, que era estudar no exterior. Tive coragem e força para deixar de lado uma carreira promissora para voltar a estudar. Assim, estou realizando mestrado numa área diversa à que atuava, num contexto social, cultural, político e geográfico totalmente diferente do Brasil. Além disso, aproveito das pequenas coisas da vida como praticar natação, o meu esporte preferido e proibido na infância e adolescência.
O EMDR é um poderoso método e acredito que possa ser ineficaz nas mãos de quem não o domina. Portanto, destaco também a habilidade, o profissionalismo e a sensibilidade da Giovana.

Após o EMDR, venho redescobrindo em cada situação uma nova maneira de viver e de se defrontar com os desafios sem os reflexos das sobras do passado.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *